Café com Saúde – Edição Especial Novembro Azul

Participe conosco do Café com Saúde – Edição Especial Novembro Azul

Café com Saúde

O evento acontecerá a partir das 9h, no auditório do SINTSEP, na Casa do Trabalhador.

Na próxima terça-feira, dia 14 de novembro, o SINTSEP promoverá uma edição especial do Café com Saúde, como parte da programação em apoio à campanha Novembro Azul. A palestrante será Teresa Carvalho, chefe do Departamento de Atenção à Saúde do Adulto e Idoso (Dasai) da Secretaria de Estado de Saúde (SES). O evento acontecerá a partir das 9h, no auditório do SINTSEP, na Casa do Trabalhador.

O Novembro Azul tem como objetivo esclarecer a população, especialmente os homens, sobre as doenças masculinas, enfatizando a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata, quebrando estigmas e preconceitos a cerca da doença. O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens e atinge, principalmente, aqueles com idade superior aos 50 anos, mais especificamente os que já passaram dos 65 anos.

Geralmente, os sintomas desse câncer só se apresentam em estágio mais avançado, mas é possível ficar alerta quanto a certos indicadores, tais como sensações de queimação ao urinar, dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia, insuficiência renal e dores lombares nos joelhos e nossos ossos.

Em seu estágio inicial, o câncer de próstata apresenta 90% de chance de cura. Por isso, é fundamental a prevenção e o diagnóstico precoce da doença.

SINTSEP adere à campanha Novembro Azul de combate ao câncer de próstata

novembro

No dia 14 de novembro acontecerá uma edição especial do Café com Saúde, como parte da programação em apoio à campanha

Mais uma vez, caminhamos de mãos dadas e lutando pelas causas que buscam vidas. Seguindo o exemplo do Outubro Rosa, o SINTSEP também aderiu ao Novembro Azul, mês dedicado ao combate do câncer de próstata entre os homens. Durante todo o mês será realizada intensa mobilização junto aos companheiros filiados e, no dia 14 de novembro, acontecerá uma edição especial do Café com Saúde, como parte da programação em apoio à campanha. A palestrante será Teresa Carvalho, chefe do Departamento de Atenção à Saúde do Adulto e Idoso (Dasai) da Secretaria de Estado de Saúde (SES). O evento acontecerá a partir das 9h, no auditório do SINTSEP, na Casa do Trabalhador.

O Novembro Azul tem como objetivo esclarecer a população, especialmente os homens, sobre as doenças masculinas, enfatizando a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata, quebrando estigmas e preconceitos a cerca da doença. O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens e atinge, principalmente, aqueles com idade superior aos 50 anos, mais especificamente os que já passaram dos 65 anos.

Geralmente, os sintomas desse câncer só se apresentam em estágio mais avançado, mas é possível ficar alerta quanto a certos indicadores, tais como sensações de queimação ao urinar, dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia, insuficiência renal e dores lombares nos joelhos e nossos ossos.

Em seu estágio inicial, o câncer de próstata apresenta 90% de chance de cura. Por isso, é fundamental a prevenção e o diagnóstico precoce da doença.

#NovembroAzul: mês de combate ao câncer de próstata

novembro

Após o Outubro Rosa, campanha dedicada à conscientização da mulher no combate e prevenção do câncer de mama, o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado do Maranhão (SINTSEP) adere ao Novembro Azul. A campanha tem como objetivo promover o combate do câncer de próstata, incentivando os homens à realização do exame.

O câncer de próstata é uma doença que atinge os homens em maior escala quando comparado ao índice em que o câncer de mama atinge as mulheres. Um dos principais fatores, além da falta de informação, ainda é o preconceito com o exame de toque retal. Nove entre dez casos têm chances de cura, desde que diagnosticados precocemente.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o tratamento para o câncer de próstata é relativo a cada tipo.  A escolha do tratamento mais adequado deve ser feita através de uma conversa com seu médico, no qual devem ser discutidos os riscos e benefícios de cada tratamento, individualmente.

Mais informações em Instituto Lado a Lado pela Viva.