SINTSEP promoverá debate sobre temas de interesse da categoria e informações sobre ações judiciais, em Grajaú

b280c9b9-e7ce-48ef-b459-6249a0c95d25

O SINTSEP convida todos os servidores públicos estaduais do município de Grajaú e região para participar de uma reunião, na próxima terça-feira (16), que tratará de temas importantes, como Reforma da Previdência e informações sobre os processos que o sindicato tem na Justiça, a exemplo dos 21,7%, URV e 5,14%.

O evento acontecerá no Auditório Central do Cidadão (Grota Luz), Centro, a partir das 8h30. Informações e inscrições pelo telefone (98) 98898-5895 (Whatsapp).

Contamos com a sua participação!

SERVIÇO

Data: 16 de julho
Horário: 8h30 às 12h
Local: Auditório Central do Cidadão (Grota Luz) – Centro
Referência: Próximo à Prefeitura Municipal de Grajaú

SINTSEP promoverá debate sobre análise de conjuntura, reforma trabalhista e desmonte da educação

O SINTSEP promoverá, nesta quinta-feira (4), na Regional de Timon, um debate sobre a reforma trabalhista, o desmonte da educação, por parte do governo federal, e uma análise da atual conjuntura. O evento acontecerá no auditório do Fórum de Timon, a partir das 8h30.

Na ocasião, também serão prestados esclarecimentos sobre o andamento das ações do sindicato na Justiça, como a URV, os 21,7%, os 5,14% e o Funben. As inscrições poderão ser feitas no seu local de trabalho ou por meio do telefone (86) 98833-1313 (Whatsapp).

Participe, se informe e fortaleça o seu sindicato!

SINTSEP vai executar ação dos 5,14% para delegados de polícia

WhatsApp Image 2019-01-22 at 21.44.14

Segundo Cleinaldo Bil Lopes, presidente do SINTSEP, o advogado da ação, Edson Dominici, já está preparando toda a documentação necessária para iniciar a execução.

Em reunião com o presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Maranhão (Adepol-MA), Marconi Chaves, na última semana, ficou acertado que o SINTSEP irá executar os 5,14% dos colegas que não executaram a ação em 2015. Segundo Cleinaldo Bil Lopes, presidente do SINTSEP, o advogado da ação, Edson Dominici, já está preparando toda a documentação necessária para iniciar a execução.

Vale lembrar que a entrega da documentação referente aos 5,14% é até o fim do mês de março, uma vez que o prazo para execução encerra em abril. São necessárias cópias do RG, CPF, comprovante de residência, contracheque atual, portaria de nomeação do servidor e preenchimento da procuração e autorização para dar seguimento à execução. Têm direito profissionais de nível superior e professores.

A ação corresponde a uma perda salarial do período da governadora Roseana Sarney (1995), que fez uma revisão de salário com índice diferenciado entre a categoria dos administrativos e os profissionais de nível superior e professores, cuja diferença é equivalente a 5,14%.